topo site congresso 2017





Dia 27 de Setembro
 
legenda salas
 

08h00 - 08h30

  • Credenciamento

    Chegue cedo, evite filas!

08h30 - 10h30

  • Educação para ampliar e conscientizar o alcance da assistência oncológica
    Abrale

    Resumo

    Para avançarmos na melhoria do tratamento oncológico, é preciso investir em capacitação e no desenvolvimento dos profissionais da área. Além dos programas criados pelo SUS, outras iniciativas são desenvolvidas alinhadas com a política de educação permanente.

    Moderadora

    Adriana Araújo
    Âncora do Jornal da Record

    Palestrantes


    Dr. Giuliano Dimarzio

    Médico de Família e Comunidade (SBMFC/AMB), Diretor Científico SBMFC - Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (2016/2018).


    Dr. Francisco Campos

    Professor Titular Aposentado da Faculdade de Medicina da UFMG, Coordenador do NESCON- Núcleo de Educação em Saúde Coletiva. Especialista em C&T Produção e Inovação e exerce a função de Secretário Executivo da UNASUS – Universidade Aberta do SUS.


    Felipe Spinelli

    Diretor Superintendente de Ensino do Hospital Israelita Albert Einstein desde 2011, com mais de 20.000 alunos do setor de saúde em 2016.


    Fernanda Prando Godoy

    Curadora em Educação Corporativa. Especialista em Design de Aprendizagem e Design Instrucional, palestra para grupos de Treinamento e Desenvolvimento.


    Leandro Mião

    Coordenador de educação à distância da Abrale e responsável pela implementação do projeto Onco Ensino - Pronon/MS que já capacitou mais de 2500 profissionais de saúde em todo Brasil.

    Organizador

    logo abrale


  • Os desafios para garantir o acesso às inovações tecnológicas em oncologia
    Hospital Albert Einstein

    Resumo

    Grandes avanços na abordagem do Câncer acontecem a velocidades cada vez maiores, com tratamentos cada vez mais sofisticados, como por exemplo, a Imunoterapia, a terapia celular, a protonterapia.
    Por outro, a burocracia quanto ao acesso às pesquisas clinicas e o alto custo dos tratamentos, resultam em desigualdade e problemas financeiros em todas as instâncias.
    A solução para estes difíceis problemas só acontecerá com a junção de forças e criação de um cenário sustentável e centrado no paciente.
    Este painel, mostrará por meio de 4 frentes – Operadoras de Saúde, Industria Farmacêutica, Prestadores Privados e Públicos, quais as iniciativas são possíveis para melhoria efetiva no acesso á Oncologia com os melhores desfechos.

    Palestrantes


    Dr. Wilson Leite Pedreira Junior

    Diretor Executivo do Centro de Oncologia e Hematologia Hospital Israelita Albert Einstein


    Christina Matteucci

    Diretora de Acesso ao Mercado e Assuntos Governamentais na BMS há 4 anos


    Dr. Marcos Roberto Loreto

    Diretor técnico médico da OMINT Serviços de Saúde desde 2015, com experiência no mercado de Operadoras de Plano de Saúde desde 2001


    Dr. Diogo Bugano

    Médico Oncologista formado pelo MD Anderson Câncer Center, atua no Centro de Oncologia do HIAE e é coordenador do serviço de oncologia do Hospital Municipal Vila Santa Catarina

    Organizador

    logo einstein


  • Dificuldades na aplicação do direito fundamental à saúde e suas consequências - o caso da Judicialização
    Abrale

    Resumo

    A Constituição de 1988, transformou a saúde em direito fundamental e para efetivá-lo instituiu um sistema público, universal e descentralizado, o Sistema Único de Saúde - SUS. Esse Sistema, considerado um avanço sanitário sem precedentes no mundo, sempre foi alvo de inúmeras controvérsias, especialmente no que se refere a sustentabilidade na garantia da universalidade e integralidade. Com mais de 200 milhões de cidadãos, num território continental e os abismos sociais existentes, o SUS sofre com a limitação de recursos e a ineficiência da gestão. Como reflexo, em nome da garantia do direito fundamental à saúde, o Poder Judiciário tem assumido protagonismo na realização do acesso à medicamentos, insumos e procedimentos médicos para os cidadãos que o procuram, a chamada judicialização. O problema é que tal lógica desestabiliza o Sistema e gera profundas dificuldades de gestão dos recursos, além de, em alguns casos, acentuar as desigualdades, já que só no último ano foram gastos R$ 1,6 bilhão, pelo Ministério da Saúde com demandas judiciais. É unanimidade que não cabe ao Judiciário conduzir as políticas de saúde, mas também não se pode furtar às violações contra o fundamental direito à saúde. Quais ações podem ser implementadas para reequilíbrio do Sistema? E quais os limites do sistema para realização do direito à saúde? Essas são questões relevantes e que devem ser enfrentadas para sobrevivência do SUS.

    Moderadora

    Simone Queiroz
    Jornalista do SBT

    Palestrantes


    Dra. Elida Graziane Pinto

    Procuradora do Ministério Público de Contas (titular da 2ª Procuradoria), formada em Direito pela  UFMG e em Administração Pública pela Escola de Governo “Professor Paulo Neves de Carvalho".


    Dr. David Uip

    Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, médico infectologista brasileiro, ex-diretor-executivo do Incor da Faculdade de Medicina da USP e diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas.


    Dr. Angelo Maiolino

    Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Clinica Médica - Hematologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro da Diretoria da ABHH.


    Dr. Maria Inez Pordeus Gadelha

    Chefe de Gabinete da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) do Ministério da Saúde. Médica, pela Universidade Federal da Paraíba, com residência médica em Oncologia Clínica, no Instituto Nacional do Câncer (Inca).


    Dra. Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi

    Juíza de Direito da 13ª Vara da Fazenda Pública.


    Dr. Alan Skorkowski

    Advogado, graduado pela Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2008. Especialista em Direito Civil e Direito do Consumidor pela EPD - Escola Paulista de Direito. Professor Assistente da Rede LFG de ensino.

    Organizador

    logo abrale


  • Os benefícios do modelo integrado entre assistência, ensino e pesquisa para o paciente
    A.C.Camargo Cancer Center

    Resumo

    A.C.Camargo Cancer Center promoverá a discussão sobre Os benefícios do modelo integrado entre a assistência, ensino e pesquisa para o Paciente Pela primeira vez, apoiaremos o Movimento Todos Juntos Contra o Câncer, abordando temas ligados aos benefícios do modelo Cancer Center para o paciente. Confira a programação abaixo e participe.
    08h45 – Cenário da Oncologia no Brasil / O Cancer Center no A.C.Camargo – José Marcelo de Oliveira
    09h10 – A Pesquisa e o Ensino integrados ao Cancer Center - Dra. Vilma Regina Martins
    09h40 – A integração na prática assistencial: Tumor Board e outros recursos - Dr. Glauco Baiocchi Neto
    10h10 - Debate

    Moderadora

    Mônica Tarantino
    Jornalista

    Palestrantes


    José Marcelo de Oliveira

    José Marcelo é Médico, Mestre e Doutor em Radiologia pela UNIFESP, especialização em Medicina Diagnóstica pela Cleveland Clinic e MBA Executivo Internacional pela FIA.


    Dra. Vilma Regina Martins

    Cientista, coordenadora do Grupo de Biologia Tumoral e Biomarcadores e Superintendente de Pesquisa do A.C.Camargo Cancer Center


    Dr. Glauco Baiocchi Neto

    Diretor do Departamento de Ginecologia Oncológica do A.C. Camargo Cancer Center

     

    Organizador

    ac



10h30 - 11h00

  • Coffee-break e Networking

    Aproveite esse momento para visitar a área dos estandes

11h00 - 13h00

  • Os Benefícios da Pesquisa e da Inovação Científica em Oncologia Para os Pacientes Com Câncer
    LACOG

    Resumo

    Os membros e convidados do LACOG discutem neste painel, os Benefícios da Pesquisa e da Inovação Científica em Oncologia Para os Pacientes Com Câncer, desde refletir sobre a situação da epidemia do câncer, até descrever os benefícios e maneiras de se conduzir um estudo clínico no Brasil. Para isso, a abordagem irá permear a visão de investigação em nosso país, o impacto da implementação da Sociedade Americana do Câncer, formas de obtenção de recursos de fomento à pesquisa e ainda um relato de um paciente que participou de pesquisa em câncer.

    Moderador

    Dr. Fernando Maluf
    Oncologista, Fundador do Instituto Vencer o Câncer, Chefe da Oncologia Clí- nica do Centro Oncológico Antonio Ermírio de Moraes e membro do Centro de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein

    Palestrantes


    Gustavo Werutsky

    Presidente do Latin American Cooperative Oncology Group (LACOG) e Preceptor de Oncologia Médica no Hospital Universitário São Lucas da PUCRS em Porto Alegre, Brasil


    Fernanda Schwyter

    Fernanda Schwyter é Psicóloga Clínica com especialização em Família e Adolescente, pelo Instituto Sedes Sapientiae, em São Paulo


    Fabio Franke

    Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995),Residência Médica em Oncologia Clínica (1999) pelo Hospital Nossa Senhora da Conceição -RS


    Bob Chapman

    Faz parte da American Cancer Society há 17 anos, sendo nomeado recentemente para liderar o portfólio Global de Alianças e Desenvolvimento fora dos EUA, incluindo a Global Relay For Life, a maior arrecadação do mundo.


    Carlos Barrios

    Diretor Executivo do LACOG. Professor do Departamento de Medicina Interna da Faculdade de Medicina da PUCRS


    Dr. Sergio Simon

    Oncologista membro da ASCO, ESMO, SBOC, diretor Presidente e fundador do GBECAM e Sócio-fundador do CPO

    Organizador

    logo LACOG


  • 30 anos de TMO - O que pode fazer a diferença nos desfechos?
    Hospital Albert Einstein

    Resumo

    Anualmente o Hospital Israelita Albert Einstein participa do TJCC. Em todos eles o tema Transplante de Medula Óssea é incluído. Este ano com maior razão tendo em vista que completamos 30 anos de transplantes e mais de 1000 pacientes atendidos desde 1987.

    Palestrantes


    Dr. Nelson Hamerschlak

    Coordenador do programa de oncologia e hematologia e transplantes de medula óssea do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein.


    Dra. Andreza Ribeiro

    Médica do centro de Oncologia e hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein - SP


    Cinthya Correa

    Gerenciadora de dados da unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital Israelita Albert Einstein


    Cristina Vogel

    Coordenadora de Enfermagem das unidades de internação do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein


    Dra. Denise Tiemi Noguchi

    Médica responsável pela equipe Medicina Integrativa e pelo Programa Integrado Pós-Câncer do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein

     

    Organizador

    logo einstein


  • #PacientesNoControle: Atitude Exige Coragem
    FEMAMA

    Resumo

    Aproximadamente 960 mil pessoas receberão o diagnóstico do câncer em 2017, segundo estimativa do INCA. Somente em relação ao câncer de mama, cerca de 60 mil mulheres serão diagnosticadas no Brasil. Quando a doença é descoberta, é normal sentir medo e insegurança, mas enfrentá-la ativamente é um importante ato de coragem. Incentivar pacientes de câncer e seus familiares a conversar com a equipe médica, aproximar-se de instituições de apoio e conhecer os seus direitos são os objetivos da campanha #PacientesNoControle idealizada pela FEMAMA. É fundamental que os/as pacientes conheçam a doença, exijam as melhores alternativas para cada caso e participem das decisões. Tomem uma atitude, assumam o controle. Atitude exige Coragem. Por isso, a FEMAMA convida a todos para encorajaram-se e tomar controle sobre seu processo de diagnóstico e tratamento da doença. Participe do painel que contará com renomados especialistas e saiba mais.

    Moderador

    Herodoto Barbeiro
    Jornalista da Record News

    Palestrantes


    Dra. Maira Caleffi

    Mastologista e Presidente Voluntária da FEMAMA.


    Ma. Patrícia Taddeo

    Fisioterapeuta, Universidade Estadual do Ceará.


    Lucy Bonazzi

    Psico-oncologista, Hospital Moinhos de Vento.


    Jô Nunes

    Presidente de Honra e Fundadora da Associação Brasileira de Síndrome de Williams


    Márcia Fernandes

    Paciente e Embaixadora do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul.

     

    Organizador

    femama


  • Influenciadores e seu papel na luta contra o câncer
    IPC

    Resumo

    A médica Fabiola La Torre, que criou um blog e partir dele mobiliza uma rede de pessoas interessadas na luta em defesa dos direitos dos pacientes com câncer;
    A modelo Flávia Flores, também paciente, que atua em vários projetos voltados à autoestima de quem está em tratamento;
    Além das pacientes, teremos a visão de profissionais, como Dr. Ricardo Antunes, sobre como esse engajamento influencia a questão do atendimento oncológico no Brasil, bem como de Mariana Robrahn, da Cabelegria, que ajuda pacientes e todo o Brasil. A psico-oncologista, Vera Bifulco, que fará uma síntese de como essas ações repercutem na vida dos pacientes e ajudam a desmistificar a doença e seu tratamento.

    Moderador

    Luiz Megalle
    Natural de Ouro Fino (MG), Luiz Megale formou-se em jornalismo pela Mackenzie. Iniciou sua carreira na rádio Jovem Pan, onde foi repórter por cinco anos. Em 2005, entrou no Grupo Bandeirantes para atuar na BandNews FM

    Palestrantes


    Dr. Ricardo Antunes

    Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia, Emérito da Sociedade Brasileira de Cancerologia, Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.


    Tereza Cristina Exner

    Procuradora de Justiça Criminal, integrante do Ministério Público de São Paulo, atualmente exercendo a função de Vice-Corregedora.


    Dra. Fabíola Peixoto Ferreira La Torre

    Médica Coordenadora da UTI Pediátrica do Hospital Leforte e Hospital A.C. Camargo, Coordenadora do Projeto “De Médica a Paciente”


    Mariana Robrahn

    Iniciou trabalhos voluntários no ano de 2005, sendo auxiliar de professora para crianças e adultos com deficiência intelectual.


    Flávia Flores

    Idealizadora do projeto “Quimioterapia e Beleza; autora do livro ”Quimioterapia e Beleza”


    Vera Anita Bifulco

    Aperfeiçoamento em Gerontologia Social e em Psico-Oncologia pelo Instituto Sedes Sapientiae.


    Dr. Robson Moura

    Presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia


    Prof. Dr. André Perdicaris

    Prof. Titular de Oncologia da Fac. Medicina da Universidade Metropolitana de Santos.

    Organizador

    ipc



13h00 - 13h15

  • Intervalo

    Preparação das salas

13h15 - 14h45

  • Palestra Satélite - Acesso ao tratamento na era dos biossimilares
    Libbs

    Resumo

    A palestra terá 3 temas:
    Dr. Stephen: Ampliação do acesso ao tratamento com a chegada dos Biossimilares – 20min
    Dr. Márcio Debiase: Barreiras no tratamento do Câncer de Mama no sistema de saúde brasileiro – 20min
    Aguardando confirmação: Aspectos regulatórios do acesso no Brasil – 20min

    Moderador

    Dr. Luis Fernando
    Médico e comentarista de saúde

    Palestrantes


    Dr. Mário Debiasi

    Mestre e Doutor em Epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul


    Dr. Stephen Doral Stefani

    Oncologista e preceptor da Residência Médica do Hospital do Câncer Mãe de Deus (HCMD). Ex-fellow da University of California/ San Francisco


    Dra Rogéria Moreira

    Diretora Médica do Instituto COI de Educação, Pesquisa e Gestão em Saúde

     

    Organizador

    libbs


  • Palestra Satélite - Vamos falar sobre metástase? Os desafios e as oportunidades de conviver com o câncer
    Pfizer

    Resumo

    Receber o diagnóstico de câncer metastático significa enfrentar uma notícia repleta de tabus e preconceitos, já que a metástase foi por muito tempo uma sentença de morte. Felizmente, esse cenário está mudando e essa sentença está se transformando em expectativa de vida, o que demanda uma discussão mais ampla sobre como essas pessoas vão seguir convivendo com o câncer.
    Diagnóstico, tratamento e qualidade de vida são os pilares que sustentam esse novo cenário, trazendo com eles os aspectos relacionados à família, ao trabalho, às emoções e à saúde, que precisa ser tratada de forma multidisciplinar.
    A capacitação das equipes para um acolhimento adequado e um relacionamento aberto e de qualidade entre os profissionais de saúde, o paciente e seus familiares são fundamentais para que as tomadas de decisão sejam feitas de forma adequada. Mas também informação e o empoderamento dos pacientes passam a ser fundamentais quando se trata de um assunto tão difícil de ser tratado.
    É por isso que a Pfizer está lançando, em parceria com a Femama, Abrale e Oncoguia, o Manual Eu e o Câncer de Mama Metastático, material que faz parte da campanha Cada Minuto Conta, que busca aumentar o conhecimento público a respeito do câncer de mama metastático, esclarecendo mitos e estimulando as conversas sobre o tema.

    Moderadora

    Rosana Jatobá
    Jornalista, advogada, autora de livros e mestre em gestão ambiental, Rosana é um dos nomes mais respeitados no meio da comunicação e entretenimento. Hoje comanda um programa diário na rádio Globo. Além do site Universo Jatobá que aborda diversos temas relacionados a bem estar, sustentabilidade e maternidade.

    Palestrantes


    Dr. Sergio Simon

    Oncologista membro da ASCO, ESMO, SBOC, diretor Presidente e fundador do GBECAM e Sócio-fundador do CPO


    Dra. Paula Kioroglo

    Psico-Oncologista do Hospital Sírio Libanês


    Luciana Holtz

    Psico- Oncologista e Presidente do Instituto Oncoguia


    Pacientes

    Janaína Carneiro, Renata Lujan e Valéria Frossard, pacientes vivendo com câncer metastático há mais de quatro anos

    Organizador

    logo act



14h45 - 15h00

  • Networking

    Aproveite esse momento para visitar a área dos estandes

15h00 - 17h00

  • ATS: Sustentabilidade do Sistema e garantia de acesso aos tratamentos eficazes em oncologia
    Abrale

    Resumo

    ATS é um processo multidisciplinar, que resume informações sobre as questões médicas, sociais, econômicas e éticas relacionadas ao uso de uma determinada tecnologia em saúde, de forma sistemática, transparente, imparcial e robusta. O painel propõe analisar a realidade brasileira da avaliação e incorporação de tecnologias em saúde sob a perspectiva dos diversos atores envolvidos no processo e indicar caminhos que garantam o acesso às tecnologias essenciais à oncologia.

    Moderador

    Luis Fernando Correa
    Médico e comentarista de saúde da CBN

    Palestrantes


    Dra. Belinda Simões Pinto

    Hematologista, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), professora e pesquisadora do CTC (Centro de Terapia Celular) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo


    Dr. Leandro Pinheiro Safatle

    Secretario Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED) da ANVISA, economista pela Universidade de Brasília (UNB) e da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) do Governo Federal desde 2011


    Dr. Pedro Bernardo

    Diretor de Acesso da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (INTERFARMA), graduou-se em Economia pela Faculdade Candido Mendes no Rio de Janeiro e fez MBA em Direito Econômico a Fundação Getúlio Vargas.


    Dr. João Carapinha

    Mestre em políticas econômicas e finanças e Doutor em direito e políticas públicas pela Northeastern University in Boston, integra, ainda a Harvard Business School e a Organização Mundial da Saúde.


    Dra. Karla Santa Cruz Coelho

    Médica, Diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, professora-adjunta de Saúde Coletiva na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).


    Dr. Andre Cezar Medici

    É administrador pela FGV, mestre em economia na UNICAMP e doutor em História Econômica pela USP, além de cursos de especialização em seguridade social na Universidade de Harvard.

    Organizador

    logo abrale


  • Indicadores de Oncologia - Onde estamos e onde queremos chegar
    Abrale

    Resumo

    Mensurar o desempenho da Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer é o primeiro passo para produzir ações coerentes. Conhecer a eficiência e eficácia de políticas públicas possibilita um direcionamento estratégico dos gestores e melhorias no atendimento à sociedade. Monitorar a qualidade e quantidade dos serviços de saúde é imprescindível para o planejamento de atividades para ampliar o acesso a tratamentos e melhorar os desfechos clínicos. Dados podem nos auxiliar a intensificar campanhas de conscientização para a prevenção e diagnóstico precoce.
    Neste caminho o GT de dados do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer está definindo e coletando indicadores da Oncologia no Brasil, visando contribuir com todos os atores que tem interesse no tema. A construção destes indicadores envolve atores do governo, representantes da sociedade civil, universidades e o setor privado. A barreira para uma avaliação qualificada envolve desde a implementação de prontuário eletrônico em todo o território nacional até a produção de novas soluções por diversas organizações. Para suprir a necessidade de informações oncológicas é necessário fortalecer os registros de câncer, visando a produção e utilização de dados confiáveis.

    Moderador

    Theo Ruprecht
    Jornalista pela Faculdade Cásper Líbero. Com ampla experiência em jornalismo em saúde, atua há mais de 4 anos como editor da revista Saúde é Vital do Grupo Abril.

    Palestrantes


    Alexandre Melo

    Professor do MBA de marketing da USP e diretor geral da empresa Ser Paciente desenvolvendo pesquisas com “Real World Evidence” e “Patients Report Outcome”.


    Cláudio Machado Cavalcante

    Responsável pela gestão estratégica de informações e dados abertos no Ministério da Saúde. Especialista em Gestão de Políticas Públicas em Saúde e Gestão Estratégica de Sistemas de Informações.


    Patricia Sampaio Chueiri

    Médica Sanitarista. Professora da Faculdade de Medicina da UFRGS. Chefiou a Coordenação Geral de Atenção as Pessoas com Doenças Crônicas do Ministério da Saúde (2013-2015).


    Fábio Fedozzi

    Diretor Executivo da ABRALE, especialista em Finanças e um entusiasta da área de tecnologia e inovação. Atua há 12 anos no Terceiro Setor é atualmente responsável pelo Observatório de Oncologia.


    Carolina Terra de Moraes Luizaga

    Mestre e Doutora em Ciências em Epidemiologia, pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atualmente é epidemiologista na Fundação Oncocentro de São Paulo.

     

    Organizador

    logo abrale


  • Prevenção ao Câncer e Fatores de Risco – Desafios Atuais para a Saúde Pública no Brasil
    ACT

    Resumo

    A cada ano são diagnosticados cerca de 577 mil novos casos de câncer no Brasil, trazendo a urgência e relevância de se discutir a prevenção do câncer pela minimização do efeito de seus fatores de risco. Este painel tem por objetivo debater os principais de fatores de risco (tabagismo, alimentação inadequada, sedentarismo e uso abusivo do álcool) sob o olhar dos principais desafios e possíveis soluções encontrados para adoção de hábitos saudáveis e para o avanço das políticas públicas de prevenção da saúde no Brasil.

    Moderador

    Eduardo Barão
    Jornalista da Band News

    Palestrantes


    Mônica Andreis

    Vice-diretora da ACT, psicóloga e mestre em psicologia clínica pela USP e especialista em psicologia hospitalar


    Alan Vendrame

    Advogado, doutor e pós-doutor em políticas públicas na saúde pelo departamento de psiquiatria da UNIFESP/EPM


    Dr. Ben-Hur

    Membro do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Transplante de Orgaos 2012-2017 e Honorary Consultant Surgeon University of Birmingham 2014


    Luciana Grucci Maya Moreira

    Docente no Módulo Nutrição na Prevenção e Controle do Câncer do Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia e do Módulo de Processos de Trabalho em Saúde nos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio do INCA


    Daniela Castro

    Secretária Adjunta at Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de São Paulo, foi CEO da Atletas pelo Brasil de 2006-2016

     

    Organizador

    logo act


  • Impacto do Câncer na Qualidade de Vida da Mulher
    Instituto Oncoguia

    Resumo

    A detecção precoce do câncer, os avanços nos tratamentos, o número crescente de sobreviventes e a maior importância atribuída aos fatores psicossociais têm levado a maior ênfase na discussão para a qualidade de vida desses pacientes.
    O diagnóstico do câncer, assim como o tratamento e seus efeitos colaterais não comprometem apenas o físico de uma pessoa, mas também aspectos emocionais e espirituais bem como capacidade funcional (para o trabalho, para as atividades domésticas e até mesmo para a realização de exercícios físicos), interação social (ambiente de trabalho e familiar) e função cognitiva. Ou seja, sim, o paciente percebe de forma muito frequente um enorme impacto em sua qualidade de vida durante o tratamento de um câncer.
    Neste sentido, o Oncoguia quer debater de que forma o câncer afetou qualidade de vida das mulheres que estão enfrentando a doença, focando nos seguintes aspectos:
    - saúde emocional
    - saúde física
    - sexualidade/ fertilidade
    - impacto no trabalho

    Moderador

    Luciana Holtz
    Luciana é formada em Psicologia pela PUC de São Paulo e possui especialização em Psicologia Hospitalar, Psico-oncologia e Bioética. Desde a graduação esta envolvida em projetos focados em melhorar a vida dos pacientes com câncer. Em 2003, Luciana lançou seu principal projeto, um portal informativo e interativo para pacientes com câncer e seus familiares: o Oncoguia. Como resultado desse trabalho, recebeu o título em 2006 de “Outstanding Person” pela Camara Junior Internacional (JCI). Após 6 anos de muito trabalho o Oncoguia já havia se tornado uma das principais referências de informação de qualidade para os pacientes e em 2009, a fim de ampliar a atuação do trabalho, Luciana fundou junto com um grupo de amigos o Instituto Oncoguia: uma organização sem fins lucrativos com a missão de ajudar o paciente com câncer a viver melhor por meio de projetos e ações de educação, apoio, orientação personalizada e defesa de direitos. Durante 5 anos (2007-2012), Luciana coordenou a Iniciativa Global Susan G. Komen para a conscientização do cancer de mama e foi membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Psico-oncologia. Atualmente é reconhecida como empreendedora social global da Ashoka.

    Palestrantes


    Amanda Cabral

    Paciente de câncer de ovário


    Carolina Araújo

    Paciente de câncer de útero


    Giovanna Souto

    Paciente de câncer de pâncreas


    Jussara Del Moral

    Paciente de câncer de mama metastático

    Organizador

    oncoguia



17h00 - 17h30

  • Intervalo

    Preparação das salas

17h30 - 18h00

  • Considerações finais


18h00

  • Palestra de Encerramento

    O valor espiritual da vida

    Merula Steagall

    Presidente Abrale - Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia e líder do Movimento TJCC

    Monja Heishin Gandra – Comunidade Zen Budista Zendo Brasil

    Desde 2008, é facilitadora e docente de cursos de introdução ao zen budismo, participa de ini- ciativas interreligiosas, de mobilização e sensibilização social por meio da meditação e diálogos temáticos, a diversos públicos, tendo por base os ensinamentos de Xaquiamuni Buda.

    Heloisa Pires – Líder Espírita

    Heloísa Pires, filha de J. Herculano Pires, Filósofo, Escritor e Tradutor de livros Espiritas, é escritora e oradora, licenciada em Matemática, Física e Pedagogia com especializações em deficientes. Apresentadora de programas de Rádio e TV, e autora de diversos livros. É considerada elemento chave no Movimento Espírita, e mundialmente conhecida como oradora e conferencista tendo realizado palestras em diversos Países da Europa e Estados Unidos.

    Marco Antônio de Biaggi - Palestra e sessão de autógrafos 

    Cabeleireiro das estrelas e paciente de linfoma

    Dra. Nise Yamaguchi (a confirmar)

    Oncologista Clínica

Bookmark and Share
Faça parte do movimento TJCC
© 2016 Movimento Todos Juntos Contra o Câncer | Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela equipe ABRALE